E se a ansiedade fosse uma tempestade, seria uma daquelas que desestruturam as organizações. E não se passa por tanta turbulência sem que haja consequências e inquietações.

Um transtorno de ansiedade poderá afetar a vida do indivíduo de diversas formas, limitando suas experiências e trazendo inevitáveis e inconvenientes consequências.
É como se lá no meio do furacão o corpo e a mente se desconectassem e não trabalhassem mais em conformidade.

Assim, as tarefas do dia a dia tendem a ficar difíceis, não tem rendimento, tornam-se demoradas e precisam ser repetidas várias e cansativas vezes, trazendo um desgaste de tempo e energia. Isso porque a capacidade de concentração fica bem afetada e os pensamentos sempre tumultuados e persistentes.

E a ventania segue desabando uma série de coisas. A mente, que se torna bastante acelerada, tentando dar conta de tudo, o que agora parece tanto e tão difícil, faz com que a pessoa tente fazer várias coisas ao mesmo tempo, mas geralmente não consegue concluir nada.

Ainda no mesmo ritmo, a pessoa tenta dormir, mas fica difícil, porque a ideia de que deixou de fazer ou do que tem que ser feito ou resolvido no dia seguinte, mantém-se na sua mente, como se tivesse que resolver tudo naquela hora, num passe de mágica. E perceber que não vai conseguir isso, é mais um motivo para os pensamentos continuarem e causarem insônia com muita frequência.

E certamente ninguém passa por isso sozinho, pois as pessoas que estão à volta do ansioso, acabarão por “se molhar” na mesma chuva.

A forma como uma pessoa ansiosa expressa suas emoções e se comporta, vai respingar em suas relações familiares e conjugais e trazer um desgaste nos relacionamentos. Apresentará mais irritabilidade, intolerância, exigência consigo mesmo e com os demais, e a impaciência constante trará mais brigas e desentendimentos.

O desempenho acadêmico ou profissional também serão lesados, já que as capacidades de atenção, memória, concentração e interpretação estarão afetadas. O resultado do seu trabalho e aprendizado não será o mesmo e sua capacidade de pensar e trabalhar será significativamente menos eficiente.

Na sintonia persistente da ansiedade, o indivíduo estará sempre focando sua atenção nos seus medos e possíveis ameaças que acredita serem eminentes, o que consequentemente prejudicará sua atenção e desempenho em diversas áreas, trazendo grandes dificuldades.

Essa condição faz com que a pessoa se sinta incapaz, frágil, com baixa autoestima e triste e facilmente pode chegar à um alto nível de stress e depressão.

Essas são algumas das consequências que podem ocorrer diante de um quadro de ansiedade, muitas outras podem acontecer em decorrência do excesso da mesma.

Mas se você está passando por esse momento turbulento, aguente firme e compreenda que os tratamentos adequados e paciência vão te ajudar a sair dessa crise, a se reorganizar internamente e enxergar tudo com novos e serenos olhares.